É comum que no processo de reconhecimento da cidadania italiana as pessoas busquem informações acerca de seus antepassados. Isto é, principalmente com relação à árvore genealógica. Afinal, para dar entrada no processo é necessário saber quem é o dante causa. Com o objetivo de reunir toda a documentação necessária. Nesse sentido, para quem quer dar os primeiros passos, trouxemos hoje 10 sites para pesquisa genealógica. São eles:

FamilySearch

O FamilySearch é um site muito popular no segmento genealógico do mundo. Além disso, é patrocinado pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Nele é possível encontrar mais de um bilhão de imagens digitais. Bem como, índices de registros mundiais. Por exemplo: 

  • registros governamentais 
  • registros eclesiásticos de nascimento
  • inventários
  • registros de casamento
  • registros de óbitos 

A partir de indexações, voluntários criam esses índices. Vale destacar que qualquer um pode se voluntariar. Isto é, independente de idade, religião ou conhecimento técnico prévio. A única exigência é ter acesso à internet. 

Além disso, ainda dispõe de vários outros recursos. Tal como, uma enciclopédia interativa online para a pesquisa da história familiar. Bem como, guias e mentorias com profissionais da plataforma. Ainda há possibilidade de pesquisa por área geográfica e por tópico.

Outro ponto de destaque do site são os fóruns de discussão. Lá, os usuários podem mandar perguntas sobre a pesquisa e interagir com a equipe do FamilySearch. Ou ainda, alguém da comunidade genealógica.

O  acesso é gratuito e está disponível ao público em sete idiomas.

 MyHeritage

Fundada em 2003, funciona de forma bem semelhante ao FamilySearch. Possui um banco de dados composto de 9 bilhões de registros históricos de todo o mundo.

Nela é possível criar árvores genealógicas, além de compartilhar fotos. Além disso, baseada em reconhecimento facial, é possível criar uma árvore. De forma a gerar matches com árvores já registradas.

Ademais, vale ressaltar que o site possui mais de 35 milhões de árvores genealógicas registradas. Tudo isso em 42 idiomas. 

Por fim, a plataforma possui três tipos de planos. No qual o plano básico pode ser acessado de forma gratuita. Entretanto, para planos com mais funcionalidades, que apontem inconformidades na árvore, por exemplo, é necessário aderir ao plano premium. O qual pode ultrapassar R$600 ao ano.

Geni

Uma plataforma de propriedade privada do MyHeritage. Nascida ainda em 2007, o objetivo inicial do site era criar árvores genealógicas a partir de um ancestral comum. Ou seja, da combinação das pesquisas de uma árvore que os usuários estão construindo. Dessa forma, então, criar um grande banco de dados que poderia ser reaproveitado.

Mais de 150 milhões de perfis foram criados no Geni até 2015. Além disso, mais de 89 milhões de usuários estão na Árvore Genealógica Mundial. A aquisição da Geni pela MyHeritage aconteceu em 2012.

Geneanet

Assim como as plataformas citadas acima, permite fazer buscas pelos seus antepassados. Isto é, por meio da comparação com outras árvores genealógicas. Além disso, a partir do preenchimento de alguns dados, como dos seus antepassados mais próximos, já é possível ter acesso ao início da sua árvore, completamente editável.

Antenati

O Portal dos Ancestrais, como é conhecido, foi concebido e idealizado pela Direcção Geral de Arquivos, em Pescara, na Itália, no ano de 2011. A plataforma além de contar com documentos que ajudam na pesquisa genealógica, conta também com arquivos sobre demografia histórica e histórica social.

FindMyPast

Assim como o FamilySearch, o FindMyPast é patrocinado pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, ficando disponível para membros da Igreja. Vale destacar que apesar de conter um vasto banco de dados, o maior foco é sobre a genealogia da Inglaterra. 

Além disso, os ancestrais podem ser adicionados à árvore genealógica um por um ou ainda através da importação de arquivo. Entretanto, vale destacar que não é possível importar a árvore genealógica antes, como acontece no FamilySearch.

Emigrazione Veneta

O site Emigrazione Veneta é um verdadeiro acervo com os dados de imigrantes que vieram da região de Veneto na Itália, por volta do século XX. No caso dele, o foco é de fato no país da bota. Nele, é possível fazer a busca pelo nome completo ou somente pelo sobrenome. Vale destacar que a plataforma foi lançada em 2001 e, no ano de 2015 inaugurou uma sede no Rio de Janeiro.

Museu da Imigração

No ano de 2020 o Museu da Imigração anunciou a filiação com a FamilySearch, com o propósito de facilitar o acesso aos documentos de antepassados italianos. Dessa forma, é possível ter acesso a registros armazenados em locais como hospitais e paróquias. 

Além disso, o banco de dados conta com mais de 4 bilhões de informações que contemplam diversos países. Ainda, o Centro de Preservação, Pesquisa e Referência (CPPR) do Museu possui um grande repertório com cerca de 250 mil imagens digitais. Elas documentam o movimento imigratório em São Paulo e no Brasil como um todo.

Vale destacar que tal consulta ao arquivo pode ser feita ainda no próprio Museu da Imigração, com o auxílio de profissionais do local. Caso a demanda seja alta, está sujeita a limitação de tempo para a pesquisa.

Cisei Online

É um site focado nos navios que transportavam imigrantes italianos. Nele é possível encontrar documentação sobre nomes, fotografias, e outros dados pertinentes à pesquisa genealógica. Como, por exemplo, certidões de nascimento.

Cognomix

No caso do Cognomix, o objetivo é fornecer informações acerca de arquivos nominais. Como, por exemplo, da predominância do sobrenome em determinadas regiões da Itália, de forma a facilitar a pesquisa. Já que, dessa forma, propõe uma espécie de filtro.

Para essas e mais informações sobre o processo de cidadania italiana, saiba que podemos te ajudar. Entre em contato conosco para descobrir mais sobre a sua história e entender melhor o seu caso! Clique abaixo:

10 sites para pesquisa genealógica

10 sites para pesquisa genealógica: como descobrir a história de sua família?

A partir das informações acima será possível traçar linhas e estabelecer conexão entre os fatos de forma a reconstituir a história da sua família. Além de conhecer um pouco mais sobre seus antepassados e, se reconectar com a sua história.

Partindo disso, terá informações suficientes para entender como a história da sua família te concede o direito de reconhecer a cidadania italiana. Bem como, a oportunidade de viver como um verdadeiro cidadão europeu.

10 sites para pesquisa genealógica: como descobrir seus antepassados grátis?

Os sites disponibilizados possuem consultas grátis, incluídas em planos gratuitos. Apenas em casos de necessidade de maiores informações ou recursos, as plataformas oferecem planos pagos que podem alcançar até R$600 por ano.