Estamos vendo tempos de grandes mudanças em solo italiano nos últimos tempos, certo? Bem, uma das que estavam à espreita da população, aparentemente será adiada. Estamos falando da possibilidade da cidadania italiana pela via Ius Soli. Com a saída de Matteo Renzi do Partido Democrata, esse projeto perde força e pode morrer nos próximos meses.

Com 39 anos de idade, Renzi assumiu o cargo de primeiro ministro italiano, sendo o mais jovem de toda a história do país. Crescendo no meio político e se tornando uma figura polêmica, Matteo Renzi anunciou que abandonaria o Partido Democrata, enfraquecendo o partido e o movimento que propunha a instauração da Cidadania Ius Soli na Itália.

Por ser extremamente influente, Renzi deve levar uma bela fatia de políticos do Partido Democrata, este que acabou de chegar ao poder na Itália. O que esperar dessa movimentação?

UMA QUESTÃO DE CIDADANIA E DE POLÍTICA

Em uma pesquisa na população, for a constatado que 55% do povo italiano concorda que o parlamento italiano deva apresentar uma lei que possibilite ao invíduo ter acesso à cidadania italiana por meio do método Ius Soli. Entretanto, na posse de Giuseppe Conte, o mesmo declarou a necessidade de revisar a legislação do reconhecimento da cidadania pelo direito de Sangue, mas em nada falou da questão Ius Solis, indo de encontro com os pedidos da população.

Segundo dados do ano de 2017, cerca de 1,1 milhão de crianças estrangeiras possuem residência na Itália e não têm direito ao reconhecimento da cidadania até então. Pela lei italiana, apenas ao completar 18 anos elas podem pleitear a cidadania, desde que tenha se mantido no país de forma plenamente legal e de forma contínua.

A necessidade de revisar essa regulamentação é urgente e plenamente aceita pela população, mas tem sido ignorada por governantes desde então.

UMA QUESTÃO DEMOCRÁTICA

Mais da metade da população italiana preza pela mudança para Ius Soli, e apenas 41% dos italianos se opuseram a essa alteração na legislação. Quando Salvini estava no poder, se manifestou sobre a questão dizendo que a lei atual italiana já está boa o suficiente para o atual estágio de desenvolvimento do país e que não precisa alterar em nada a mesma.

Com a saída de uma certa cota de representantes do Partido Democrata, devemos ver um certo enfraquecimento do partido em si, e talvez, uma oposição seja capaz de surgir e pressionar Giuseppe Conte a agir no assunto em pauta.

Você imagina que essa movimentação possa por em risco a própria sobrevivência do novo governo, mais uma vez? Bem, vamos acompanhando aqui ficando de olho em tudo que pode mudar no assunto Cidadania Italiana.

Se tem uma coisa que nós, aqui da Cidadania4u entendemos, é disso! Conte conosco para qualquer serviço que precise nesse cerne, quer sejam traduções, retificações de documentos, procura de certidões e assim por diante. Aguardamos seu e-mail desde já no contato@cidadania4u.com.br 😀

Um grande abraço e até mais!