Copia Repropo… Cópia Recopro… Cópia Reprográfica! Pronto, isso aí. De nome complicado e tendo surgido no cenário da Cidadania Portuguesa, e que de certa forma já se via presente no mundo da Cidadania Italiana, o que é essa modalidade de cópia? Qual a funcionalidade dela?

Bem, para sanar toda e qualquer dúvida que você tenha a respeito desse tema, resolvemos fazer esse artigo aqui! Vamos nessa?

O QUE É A CERTIDÃO DE INTEIRO TEOR POR CÓPIA REPROGRÁFICA?

Imagem de Richard Chalmers por Pixabay

Surgindo muito recentemente enquanto exigência, a Certidão por Cópia Reprográfica é uma modalidade não tão diferente assim. Isso quer dizer apenas que ela deve ser uma cópia fiel do livro original onde consta o nascimento da pessoa.

Ela é obtida por xérox direta do livro, por isso é uma “cópia reprográfica”, reprográfica vindo de “reprodução + gráfica”. Um nome complicado, mas que no final das contas, não é nenhum bicho de sete cabeças, certo?

Esse tipo de cópia é pedido geralmente nos processos de cidadania portuguesa. Muitos criticam o uso desse tipo de abordagem, uma vez que cópias reprográficas são pouco legíveis, e podem causar confusão quando é necessário fazer algum tipo de tradução da documentação.

O mesmo vale no momento de interpretação ou procura de erros e inconsistências que podem influenciar em problemas com a análise documental.

CÓPIA REPROGRÁFICA É DE INTEIRO TEOR?

Sim! Uma vez que a certidão por cópia reprográfica reproduz tudo o que está no livro oficial, ela é considerada de Inteiro teor. O grande problema, como comentamos mais acima, é que na cópia podem acontecer diversos problemas de distorção da imagem, o que torna as informações menos legíveis.

Quando o documento foi escrito a mão, o problema se torna ainda maior, já que a caligrafia não ajuda em nada no entendimento.

ENTÃO, É MELHOR SEMPRE FAZER A EMISSÃO EM INTEIRO TEOR?

Sim! A Emissão da Certidão em Inteiro Teor é a melhor saída para todo e qualquer problema que você possa ter com relação a sua documentação. Não esquecendo ainda de passar essa certidão emitida por uma análise profissional, a fim de procurar qualquer possível erro e retificar antes do apostilamento e da apresentação às entidades.

Investir na emissão da certidão digitada em inteiro teor é investir numa maior probabilidade de sucesso com relação à perfeição de sua documentação, e evitar surpresas ruins. Para mais direcionamentos como estes, não deixe de dar uma olhada em nossos posts aqui do blog, ou mesmo, de entrar em contato com nossos especialistas.

CIDADANIA É COM A CIDADANIA4U

Quer saber mais sobre a dupla cidadania europeia, como iniciar seu processo e quais os benefícios de se tornar um cidadão com dupla cidadania e outros detalhes? Oras, não perca tempo: fale com um de nossos especialistas no contato@cidadania4u.com.br e entenda exatamente como podemos te ajudar!

Esperamos seu contato desde já! Um grande abraço e até mais (: