Já falamos aqui em nosso blog algumas vezes sobre a instabilidade que assola o governo italiano, certo? Bem, as expectativas, por mais pessimistas que fossem, não poderiam prever um caos tão intenso e tão rápido. Entenda o que está acontecendo lá no território italiano lendo esse texto.

Para que entendamos o que está acontecendo na Itália, antes é preciso revisar rapidamente como funciona a coalizão do país. Nas eleições, para que conseguisse maior aceitação, dois partidos aparentemente incompatíveis se uniram: o ultradireitista, Liga e o Movimento 5 Estrelas, que tem uma guinada mais à esquerda.

Essa coalizão, à época, colocou a Itália no centro de um experimento político único, sem nenhum paralelo na história da União Europeia. A aliança entre Matteo Salvini – um declarado xenófobo, ultradireitista e soberanista; e de Giuseppe Conte, um ambientalista que busca dar ênfase às medidas sociais e evocar discussões sobre a imigração.

A IMPLOSÃO DO GOVERNO

Com tantos atritos, o vice-premiê, Matteo Salvini, pediu novas eleições alegando que era necessário “dar novamente a escolha aos eleitores, o mais rápido possível”.

Com isso, o presidente Mattarela fica responsável por acionar tais eleições ou não. A dissolução e o colapso deste que é o primeiro governo totalmente populista não é definitiva, ainda mais vendo que Mattarela reluta em empurrar o país para um período eleitoral durante o verão, já que este costuma ser monótono.

Giuseppe Conte disse que não renunciaria, e ainda alegou que Salvini era o responsável por essa crise do governo, e por isso, teria de explicar suas razões imediatistas aos eleitores.

POSTURAS RADICAIS E DESCABIDAS

Desde seu início, a coalizão tem se caracterizado por uma política internacional similar à da Administração de Donald Trump. Com isso, temos características como um apoio sem precedentes à Rússia, de Vladimir Putin, maior tensão com Bruxelas e assim por diante.

Este experimento italiano de juntar o populismo de direita e de esquerda, provou-se então ser muito mais destro que canhoto. O estopim da remodelação que pode se iniciar agora foi nesta quarta feira passada, onde o Senado votou uma moção que bloqueou as obras do trem de alta velocidade na rota Turim-Lyon.

Essa proposta tinha sido interposta pelo M5S (Movimento 5 Estrelas), e Salvini naquele dia disparou que “Algo se rompeu na maioria”, alimentando especulações de que a possível ruptura estaria iminente.

TODA ATENÇÃO NESSE MOMENTO

Com os ânimos acalorados, toda atenção é pouca. Esses dois partidos que se uniram desde 1º de junho de 2018 acabaram por se enraizar em todo o sistema administrativo da Itália, e nesse momento de desequilíbrios de poder, podemos estar diante de um período de várias reviravoltas.

Segundo as pesquisas, para os cidadãos, Salvini não conseguiria governar sozinho, tampouco Conte. Hoje, o governo procura se autoflagelar e arrancar um dos membros que proporcionaram a escalada ao poder.

Cabe a nós italianos, ainda que vivendo longe, ficar de olho em tudo que acontece lá na Itália. Pode contar com a Cidadania4u para te manter sempre informado do que acontece por lá.

Conte com nossa equipe também para te ajudar no seu processo de reconhecimento de cidadania, ou em qualquer processo burocrático diante do poder administrativo italiano. Como deu para perceber, estamos sempre atualizados do que está acontecendo por lá, e isso é essencial para o sucesso de seu processo.

Fale conosco no contato@cidadania4u.com.br e receba a melhor assessoria que pode encontrar no mercado! 😀

Nos falamos em breve. Até mais!