Quando você escuta falar sobre a Itália, sempre ouve sobre as cidades italianas para conhecer, as belas obras de arte espalhadas pelo país, sua cultura acolhedora e sua gastronomia característica. Mas qual é o IDH da Itália, como ele está no ranking mundial? 

Afinal é importante saber qual a qualidade de vida em um país com grandiosas histórias, principalmente se você está pleiteando sua cidadania ou até mesmo planejando fazer um intercâmbio para lá por um tempo. Para não restar dúvidas, no post de hoje trouxemos um panorama geral sobre a qualidade de vida na Itália.

Qual é o IDH da Itália?

Bem, o IDH, refere-se ao Índice de Desenvolvimento Humano de um país. Mas o que significa isso? Bem, esse índice tem critérios como: indicadores de educação, ou seja, taxa de alfabetização e taxa de matrícula, bem como expectativa de vida e renda per capita, entre outros.

Tendo isso em mente, a qualidade de vida na Itália, por exemplo, foi avaliada em 7,1 dentro de uma escala de 0 a 10, segundo dados de 2020 da EUROSTAT. Isso coloca a Itália à frente de países como Portugal e Bulgária, mesmo sendo um pouco abaixo da média europeia, de 7,3. 

Vale destacar que, no mesmo ano, a Itália foi o país europeu que mais sofreu com o auge da pandemia de Covid-19. Nesse sentido, a economia italiana ainda está em recuperação, mas mesmo assim apresenta bons resultados, o que é um ponto interessante a se observar.

Além disso, essa recuperação se deve ao fato da população ter aderido à vacinação de forma massiva, bem como, às iniciativas governamentais, que a incentivaram fortemente. Por meio da implementação do Green Pass, por exemplo, uma espécie de passaporte para entrada em bares, restaurantes, cinemas e afins. O que garantiu uma volta segura às atividades e maior controle da vacinação ainda em curso.

Tendo em vista então esse panorama, o IDH da Itália ocupa a 29ª posição na lista de países, o que significa que se encontra entre os países com melhor qualidade de vida do mundo. Nesse contexto vale destacar, dentro do país da bota, a região Emilia-Romana. Então se você está se planejando para passar um tempo na Itália, fica a dica.

Qual a expectativa de vida na Itália

Bem, até o ano de 2020 a expectativa de vida na Itália era de 82 anos: cerca de 79,7 para os homens e 84,4 anos para as mulheres. Entretanto, como citado anteriormente, a Covid-19 atingiu fortemente o país, o que também afetou a expectativa de vida da população, que caiu, de acordo com as regiões. 

Como é a qualidade de vida na Itália?

Depois de entender melhor o que é IDH da Itália, fica a pergunta: como é a vida por lá? Ou seja, como é o acesso à saúde, segurança, educação de qualidade e tudo que compõe esse parâmetro? Confira abaixo mais detalhes sobre isso:

Saúde na Itália

Já ouviu dizer que o SUS é um dos melhores sistemas de saúde pública do mundo? Pois então, na Itália o sistema de saúde é bem semelhante a ele. Mas como assim? Bem, o sistema de saúde italiano é chamado de SNN, que significa Serviço Sanitário Nacional. Assim, ele oferece uma cobertura nacional e acessível a todas as pessoas cidadãs. Entretanto, isso não significa que as consultas sejam gratuitas.

Mas, então como é acessível a todos? Bem, cada receita ou encaminhamento, é baseado na renda familiar de cada pessoa. Essa é uma forma de tornar o serviço acessível a todos, de maneira que a taxa seja adequada à realidade financeira de cada uma. Outro ponto importante é que, no Brasil, o SUS disponibiliza postos de atendimento por bairro. No país da bota, as comuni possuem uma quantidade de médicos, que leva em consideração a densidade demográfica. 

Assim, para todos os procedimentos a serem realizados por meio do SNN, o encaminhamento primeiramente vem do médico da comune. Com relação à velocidade de um encaminhamento, assim como no Brasil, em cidades com um número mais baixo de médicos é comum que encaminhamentos demorem mais tempo para acontecer.

Nesses casos, algumas pessoas ainda recorrem ao sistema privado, em que é possível as consultas com um médico especialista, que podem acontecer por meio de planos de saúde, caso aceitos. 

Segurança na Itália

E quanto à segurança pública, como é? Bem, a segurança na Itália é uma das melhores dentro da União Europeia. Restringindo à taxa de criminalidade, por exemplo, em Milão, onde o número de denúncias de furto é o maior, segundo o Lab24, com um total de cerca de 4000 mil denúncias a cada 100 mil habitantes. O que é bem representativo, levando em consideração o tamanho da comune. 

Assim, entende-se que, de acordo com as taxas de criminalidade apresentadas na lista acima, ela tende a ser diretamente proporcional ao tamanho da população da região, ou seja, quanto menor o número de habitantes, menor a taxa de criminalidade. 

Educação na Itália

Sobre o sistema educacional da Itália, existem alguns pontos a se considerar. Primeiramente, a educação no território italiano fica acima da de países como Espanha e Romênia, por exemplo. No entanto, não é considerada uma das mais altas da Europa. Isso leva em consideração a baixa taxa de ensino superior entre adultos 30+. 

Salário mínimo na Itália

Bem, o salário mínimo na Itália tem uma média entre 1550 e 2500 euros, de acordo com o setor de atuação e a função que a pessoa desempenha dentro de cada um. O que faz com que seja maior do que em países como Espanha e Portugal, muito visados por brasileiros que desejam morar no continente europeu. 

Em algumas cidades, é possível viver tranquilamente com cerca de 1.400, no entanto, esse montante para residir solo em uma cidade grande, não será suficiente.

Como é o poder de compra na Itália? Comparativo Itália VS Brasil

Mas a pergunta que fica é: com um salário mínimo na Itália, é possível viver confortavelmente, adquirir bens e serviços com tranquilidade ou não? Bem, conforme dito acima, isso pode ser definido em um grande: depende. Algumas regiões e cidades possuem um custo de vida mais alto, e o salário mínimo também varia com o setor de atuação.

No geral, a região Norte costuma ser mais cara, consequentemente, os salários são mais altos por lá. Antes de tudo é válido fazer uma pesquisa sobre o custo do aluguel na cidade, transporte, bem como oportunidades de trabalho, caso você não trabalhe em modalidade remota.

Tendo isso em vista, a qualidade de vida na Itália se sobressai comparada ao Brasil, sobretudo, no quesito segurança pública. Um ponto alto do país, mesmo em grandes cidades, como citado acima. Além de outros serviços que apesar de não serem perfeitos, ainda assim são garantidos de forma eficaz pelo Estado. 

Dessa forma, mesmo não sendo um país perfeito, não faltam motivos para morar na Itália. Pois além de ter qualidade de vida, o país conta ainda com uma cultura ímpar, cidades incríveis e com grande relevância histórica e uma culinária já muito compartilhada com o Brasil e acolhida pelos brasileiros. 

Qualidade de vida Itália x outros países europeus

Bem, os países que lideram o ranking de qualidade de vida, são Finlândia e Suécia, respectivamente. Entretanto, a Itália ainda fica atrás de países como Espanha e França, destinos bastante considerados por brasileiros que desejam morar no exterior.

Além disso, o país da bota é o líder em taxa de “ultracentenários” na Europa, o que significa que há um grande número de pessoas com mais de 100 anos, o que influencia na redução da população economicamente ativa de um país, ou seja, que está apta a exercer algum trabalho, fazendo com que a economia continue girando. 

Como está a expectativa de vida após o Covid-19?

Bem, a expectativa de vida na Itália teve relevante queda após o auge da pandemia de Covid-19, como dito anteriormente, mas a variação é grande dependendo da região. 

No norte do país, por exemplo, nas províncias de maior mortalidade, os homens perderam cerca de 4,4 anos de vida, e as mulheres cerca de 3,1. Já na região Sul, a queda foi menor, de 1,7 e 1,5 para homens e mulheres, respectivamente. 

Qualidade de vida na Itália vem em primeiro lugar

Tendo como base tudo o que discutimos, fica evidente como a qualidade de vida é reflexo de priorização, tanto por parte da população quanto do Estado, garantir os direitos básicos e prestar suporte. Caso do sistema de saúde italiano, que possui vias de acesso público e privado, de forma igualitária.

Ficou com vontade de conhecer esse país mais de perto? Para mais curiosidades sobre como é a vida na Itália, nos acompanhe nas redes sociais.

Estamos presentes no Instagram, FacebookLinkedIn e YouTube.