No dia 15 de março, o número de infectados na Itália já ultrapassou a marca dos 20 mil indivíduos. O número exato, divulgado pelo chefe da Proteção Civil, Angelo Borreli, era de 21.157 infectados. O número de mortos pelo novo coronavírus chegou à marca de 1.441.

Desde que a infecção começou, o vírus se espalhou de forma célere e bem violenta. Em alguns dias específicos, centenas de pessoas foram vítimas do vírus. Os dados revelam que as áreas mais ao norte da Itália, têm sofrido mais e mais com o vírus, o que deixa os governantes preocupados não somente com essa região, como com a possibilidade de a intensidade da infecção atingir esse nível nas outras áreas da Itália.

O pico da mortalidade de italianos está entre 80 e 89 anos, de acordo com os dados do governo italiano. Em Milão, os prefeitos decidiram fechar os parques, já que eles estavam muito lotados e esse tipo de concentração acaba por trazer maiores riscos à sociedade.

E QUAIS OS IMPACTOS DISSO NO LONGO PRAZO?

Uma crise como estas não viria sem impactos, correto? E bem, ao vermos o prévio histórico da Itália, e como ela vinha caminhando (economicamente falando), sabemos como o fechamento das fronteiras e a diminuição da entrada de turistas vai afetar negativamente a circulação financeira na Itália.

Tendo em vista que o país se sustenta fortemente no turismo, e que a dívida externa da nação cresce em uma velocidade maior que o próprio PIB, em um contexto normal, a crise do CoronaVírus, poderá, e muito provavelmente, virá associada a alguns baques econômicos, não somente na Itália como em todo o bloco da União Europeia.

Devemos agora, portanto, ficar de olho no que deve acontecer nos próximos meses. A cura, de acordo com especialistas, ainda deve demorar mais 60 a 90 dias para ser isolada e passível de produção em larga escala, a fim de conter esse vírus.

A QUARENTENA QUE SE ESPALHA PELO MUNDO

Com a finalidade de conter a infecção, diversos países já estão iniciando suas quarentenas. Elas valem, quer seja em zonas isoladas das cidades, cidades inteiras, municípios ou mesmo estados completos. Se você vive em alguma região que está em contexto de quarentena, lembre de respeitar todas as restrições impostas, a fim de garantir não somente sua saúde, como a de todos que lhe cercam.

Ainda que sua região não esteja com um contexto de quarentena, procure seguir os direcionamentos internacionais de prevenção, como por exemplo:

  • Limpeza das mãos com álcool em gel;
  • Evitar contato com pessoas idosas ou com doenças crônicas, a fim de não levar o vírus até elas;
  • Redobrar os cuidados com higiene pessoal e evitar compartilhar itens pessoais;
  • Procurar isolar-se do contexto social ao máximo.

No mais, esse texto vem aqui apenas propor a atualização de vocês, nossos seguidores. Agora é o momento de todos nós nos juntarmos, e procurarmos enxergar essa situação como um momento de crise, que merece o esforço universal para a solução ser alcançada.

Proteja-se! Nós aqui da Cidadania4u esperamos você logo logo aqui em nosso blog para mais notícias e informações sobre esse tema, e muitos outros. Um grandíssimo abraço e até mais!