Sendo uma convenção ente os países europeus, a respeito da política de abertura de fronteiras, o Acordo de Schengen permite a livre circulação de pessoas entre os países signatários. No momento, existe um total de 30 países no acordo, incluindo os integrantes da União Europeia (menos Irlanda e Reino Unido), somados da Islândia, Noruega e Suíça.

A área criada em decorrência desse acordo, é conhecida como Espaço Schengen, ou Espaço de Schengen, e não deve em momento algum ser confundido com a União Europeia. São dois acordos diferentes. O acordo e a área têm esse nome como uma alusão a Schengen, localidade luxemburguesa, que fica às margens do rio Mosela, próximo à tríplice fronteira entre Alemanha, França e Luxemburgo.

Nesse ponto, já havia livre circulação. Em 1985, foi firmado um acordo de circulação com mais 2 países, posteriormente o Tratado de Lisboa  em 2007 veio a modificar o acordo, expandindo para a versão moderna que vemos hoje.

Mesmo que teoricamente não exista mais controle nas fronteiras internas, esses podem ser reativados temporariamente por qualquer um dos países, caso notem a necessidade de manter a ordem pública ou segurança nacional.

O ESPAÇO DE SCHENGEN E COMO ELE INFLUENCIA VOCÊ

Como esse acordo permite a livre circulação de pessoas dentro dos países signatários, não existe a necessidade de apresentação de passaporte nas fronteiras. Os cidadãos precisam apenas ter um documento de identificação e fim.

Mas, no que isso influencia a sua vida? Bem, se você é cidadão italiano e possui sua ancestralidade reconhecida, gozará dos direitos de transitar e viver em todos os países da União Europeia, e ainda ter o direito de visitar os países do Espaço de Schengen sem precisar de visto.

Lembrando que a livre circulação é apenas de pessoas, mercadorias devem ser geridas pela autoridade responsável pelas importações e exportações.

Para o caso de você ser Brasileiro, e não ter cidadania italiana, é necessário prestar atenção aqui. Como o passaporte do Mercosul dá direito a entrar na União Europeia e lá ficar por até 90 dias, não se pode confundir o visto dado ao nosso passaporte com os requisitos de entrada em países da Zona de Schengen.

Isso porque, somente quem vive e é cidadão dos países participantes, tem direito de usufruir do direito de ir e vir. Portanto, caso a viagem que pretende fazer envolva a Islândia Noruega e Suíça, lembre-se que estes não são parte da União Europeia, e portanto, pediriam que fosse seguido o processo específico para emissão de visto.

USUFRUA DOS DIREITOS DA CIDADANIA ITALIANA

Esse é mais um dos incríveis benefícios de ter a cidadania italiana reconhecida! Além de ter direito a usufruir dos direitos da União Europeia, também existem os direitos presentes no Acordo de Schengen! Além disso tudo, temos também as oportunidades de emprego presentes no bloco econômico, e outros pontos positivos que já abordamos aqui no blog.

No mais, converse com um de nossos especialistas no contato@cidadania4u.com.br e entenda melhor como funciona a prestação de nossos serviços. Estamos esperando o seu contato desde já!

Um grande abraço e até mais!