Muitas pessoas sonham em fazer viagens pelo mundo, seja para trabalhar, conhecer novas culturas ou estudar. O passaporte italiano é uma das ferramentas mais importantes para quem precisa entrar em outros países sem se preocupar com vistos. Mas então, qual o valor de um passaporte?

Apesar de ser muito visado, não é fácil conseguir o passaporte italiano. Isto é, o processo pode ser demorado quando realizado sem suporte especializado. Assim, a principal burocracia está em conseguir o reconhecimento da cidadania italiana por parte do consulado. Por isso é fundamental conhecer o procedimento e o valor de um passaporte europeu.

Nesse artigo você descobrirá quanto custa esse documento, um dos mais desejados pelos viajantes. Além disso, falaremos sobre as vantagens de ter a nacionalidade europeia. Bem como, os direitos e deveres dos cidadãos e quem pode solicitar o passaporte.

São muitas informações relevantes que certamente vão te ajudar a conseguir o seu tão sonhado passaporte europeu. Dessa forma, não perca mais tempo. Está na hora de realizar o seu sonho de viajar para a Europa. Seja para estudar, trabalhar ou até mesmo começar a residir.

Valor de passaporte europeu

Um dos passaportes mais procurados do mundo é certamente o italiano. Esse é o terceiro passaporte mais forte do mundo. Certamente em razão das vantagens e privilégios que ele concede ao seu titular. Além disso, o passaporte europeu possui a capa vermelha e pode ser facilmente reconhecido em qualquer lugar do globo.

Nesse sentido, países conhecidos pela riqueza cultural, social e econômica formam a União Europeia. No entanto, sem solo europeu, podemos encontrar lugares incríveis. Tanto para quem procura lazer quanto para quem procura trabalho, estudo ou melhor qualidade de vida. Dessa maneira, se você deseja entrar em um desses países, precisa saber o valor de um passaporte e como solicitar o seu.

Primeiramente, todos os países membros da União Europeia emitem o passaporte para os seus cidadãos. Assim considerados de acordo com a legislação interna. Isto é, os critérios para cidadania podem variar entre os países. Desse modo, é fundamental saber em quais casos o passaporte pode ser concedido, quais as condições e o preço do passaporte europeu.

Logo, com o passaporte italiano as pessoas podem passar com grande facilidade pela imigração europeia. Ou seja, sem a necessidade de apresentar visto. Vale destacar que, isso vale até mesmo para alguns países não europeus. Além disso, o passaporte concede ao titular proteção diplomática. O que pode ser muito útil para várias eventualidades.

Ainda assim, o processo para retirada do passaporte é burocrático, motivo pelo qual as pessoas possuem muitas dúvidas sobre como proceder. Uma delas, por exemplo, diz respeito aos valores cobrados para que o documento seja liberado. Nesse sentido, as pessoas que procuram saber quanto custa tirar passaporte europeu se surpreendem com os valores baixos.

Valor de passaporte italiano: custo de solicitação

O custo para tirar passaporte italiano é uma das grandes preocupações de quem deseja esse documento. Além de não ser um processo nada simples, a retirada do passaporte pode acabar ficando ainda mais cara. Principalmente para aqueles que não contam com nenhum suporte durante os trâmites.

O passaporte italiano é um dos mais procurados dentro da Europa, e ele deve ser solicitado junto ao consulado. Como são poucas vagas disponíveis, isso pode gerar longas filas. Existem empresas especializadas que cuidam do agendamento, informando aos interessados o dia certo de comparecer no consulado, minimizando esse problema e tornando a fase de agendamentos mais fácil.

Esse agendamento é apenas para pessoas que já possuam a dupla cidadania, e se você ainda não reconheceu sua cidadania italiana, existem alguns passos que devem ser seguidos.

O primeiro deles é procurar saber se você possui parentes ascendentes italianos. Pode ser um pai, uma mãe ou até mesmo os avós, bisavós e assim por diante. Sejam eles vivos ou falecidos.

Depois de conseguir essa comprovação de que existe ascendência, é hora de procurar os documentos. Bem como, emitir os mesmos em inteiro teor, prepará-los e entregar ao consulado. Falamos mais sobre esse processo aqui no blog.

Muita gente que pergunta quanto custa tirar passaporte europeu não se dá conta de todas as vantagens que esse documento oferece. Mesmo sendo um processo burocrático, o sacrifício pode trazer excelentes resultados, em vários aspectos.

Valor de passaporte europeu: vale a pena?

De antemão, se você está em dúvida sobre o custo-benefício de tirar passaporte europeu, temos algumas informações que vão te ajudar. Isto é, a Europa é o continente mais visado do mundo, seja por turistas, estudantes e trabalhadores. Logo, trabalhar na Europa é o sonho de milhares de brasileiros.

O processo para retirada do passaporte é burocrático quando realizado sem o suporte de especialistas no assunto. Entretanto, vale a pena de uma forma ou de outra. Pois com o passaporte você será tratado como europeu, ainda que não tenha nascido lá, nem conheça com profundidade a cultura.

Esse tratamento diferenciado pode ser observado nos aeroportos. Isto é, dentro dos países da comunidade europeia e até mesmo em outros países do mundo. O status conferido pelo documento é notável. Por isso o valor de tirar o passaporte italiano se torna baixo, em razão dos vários benefícios que ele proporciona.

Em que países meu passaporte é aceito?

Antes de tudo, com o passaporte italiano é possível entrar livremente em todos os países que formam a União Europeia. É a chamada livre circulação da Zona de Schengen. A qual permite aos membros desses países transitarem sem impedimentos e sem burocracia.

Sendo assim, conheça a lista de países em que você poderá entrar livremente com o seu passaporte:

  1. Alemanha
  2. Áustria
  3. Bélgica
  4. Bulgária
  5. Chipre
  6. Croácia
  7. Dinamarca
  8. Eslováquia
  9. Eslovênia
  10. Espanha
  11. Estônia
  12. Finlândia
  13. França
  14. Grécia
  15. Hungria
  16. Irlanda
  17. Itália
  18. Letônia
  19. Lituânia
  20. Luxemburgo
  21. Malta
  22. Países Baixos
  23. Polônia
  24. Portugal
  25. Reino Unido
  26. República Tcheca
  27. Romênia
  28. Suécia
  29. Estados Unidos
  30. Canadá

Além disso, o passaporte europeu é aceito em vários outros países que possuem relações diplomáticas e acordos com a comunidade Europeia. O que significa que esse é sem sombra de dúvidas, um dos passaportes mais importantes para quem deseja circular no globo sem burocracia.

Estados Unidos e o Canadá, por exemplo, não exigem vistos para os portadores do passaporte italiano. Veja mais vantagens do passaporte abaixo.

Vantagens do passaporte europeu

Existem várias vantagens de ter em mãos o passaporte europeu. Assim, listamos algumas delas, explicando o que significa e como isso será útil para você. Confira abaixo:

  • Viver, estudar e trabalhar na Europa

Se você sonha em viajar para a Europa, seja para estudar, trabalhar ou até mesmo morar, o passaporte é a melhor opção. Já que ele permite aos titulares residir, estudar e trabalhar sem a necessidade de vistos especiais e temporários. Ou seja, trata-se de uma forma simples de transitar pelos países da Europa sem complicações.

  • Sem burocracia na imigração

Quem já viajou para outros países sabe que o procedimento de imigração pode ser complicado e ainda resultar em um impedimento de entrar na Europa. Para aqueles que possuem o passaporte, esse processo é simplificado. Basta apresentar o passaporte europeu na entrada e saída da Europa. Assim como, o brasileiro na entrada e saída do Brasil.

  • Entrada facilitada em outros países

Se você pensa que as vantagens do Passaporte Europeu se limitam a Europa, está enganado. Países como Estados Unidos e Canadá possuem regras diferenciadas e mais atrativas para aqueles que possuem o passaporte vermelhinho. Do mesmo modo, Japão e Austrália.

Para você se sentir parte da Itália

  • Votar na Itália

Se você tem dupla nacionalidade e deseja participar ativamente da vida política da Itália, poderá ter participação de voto. Além disso, poderá se candidatar caso queira. Isso mesmo, a dupla cidadania permite votar e ser votado em qualquer um dos países, seja o Brasil ou a Itália.

  • Proteção diplomática

A proteção diplomática é fundamental em diversas situações. Nunca sabemos quando teremos problemas nos locais onde estamos. Assim, contar com o suporte de um país inteiro é fundamental.

  • Serviço público e acesso à justiça

Enquanto no Brasil muitos dos serviços públicos são ineficientes ou até mesmo inalcançáveis, na Europa as coisas são um pouco diferentes. Isto é, os cidadãos possuem direito ao serviço público. Além do acesso à justiça. Sem falar num dos sistemas de saúde mais renomados do mundo.

  • Participação em concursos públicos

A participação em concursos públicos na Europa é restrita, não podendo ser realizada por pessoas que não possuam a dupla cidadania. Sendo assim, você poderá se inscrever e participar dos concursos. Bem como, concorrer de igual para igual com os demais participantes.

Deveres do cidadão europeu

Assim como existem direitos, existem também os deveres decorrentes da cidadania europeia. Ou seja, a partir do momento em que alguém consegue a sua cidadania, para retirada do passaporte, passa a ter que cumprir com uma série de regulamentos internos do país.

No caso dos países da Europa, esses são os principais deveres:

  • Aplicar os valores europeus na prática

Assim como o Brasil, os países da Europa são democráticos, permitindo a todos os cidadãos participar ativamente da vida civil. Existem vários deveres, como o de partilhar, desenvolver um trabalho e defender a democracia.

  • Reclamar o direito à justiça

Os cidadãos europeus devem contribuir para a manutenção e consolidação da justiça, em todos os aspectos. Por isso devem atuar justamente e denunciar às autoridades competentes todos os casos de violações.

  • Pagamento de tributos e segurança social

Para que tenha direito a todos os benefícios dos serviços públicos, os cidadãos europeus contribuem com uma quantia, a título de tributos. O mesmo sistema é adotado pelo Brasil, onde a própria população custeia os gastos com transporte, saúde e educação.

  • Preservação do meio ambiente

O meio ambiente corresponde não apenas à natureza, mas a todos os espaços utilizados pelo homem. Engloba as ruas, os espaços públicos, o ambiente familiar etc. Todos esses espaços devem ser preservados, para uma vida em comunidade mais harmônica e sustentável.

  • O respeito pela lei

Nos países europeus vale a legislação europeia. Isso significa que todas as normas legislativas, sejam elas tributárias, civis, penais, administrativas, trabalhistas e outras devem ser observadas. Dessa forma o cidadão estará sempre em dia com os seus deveres, sem violar as leis.

Quanto custa, objetivamente, o passaporte europeu?

Tratando-se do passaporte italiano, que é nossa especialidade aqui da Cidadania4u, devemos declarar que não existe um valor fixo. Este vai depender muito das necessidades específicas do seu processo de reconhecimento de cidadania.

Em alguns casos, quando a cidadania está sendo passada diretamente de um pai/mãe ao filho/filha, o valor é mais baixo, por conta da quantidade reduzida de documentos.

Quem pode tirar o passaporte europeu?

Agora que já falamos sobre quanto custa o passaporte europeu, está na hora de tratar de um assunto muito importante: quem pode solicitar esse documento. Aqueles que já possuem a dupla cidadania reconhecida, conseguem o passaporte com mais facilidade, bastando apenas agendar um horário no consulado mais próximo e levar os documentos requisitados.

Para os que ainda vão reconhecer a cidadania, um dos requisitos para a retirada do passaporte é a existência de parentes italianos, quer estejam eles vivos ou não.

Brasileiros têm grande chance de possuir esses ancestrais, uma vez que o Brasil foi um território colonizado por imigrantes europeus nos séculos passados. Principalmente italianos e portugueses. O fluxo de imigrantes da década de 70 e 80 foi alto, com milhões de viajantes vindo para o Brasil.

Todos aqueles que possuem parentesco na Europa, como pais, mães, avós ou até mesmo bisavôs têm direito ao passaporte europeu. Para cada um dos países da Europa as regras para a retirada do passaporte são diferentes. Mas é uma regra geral que todas exijam a comprovação de parentesco com pessoas da Europa, por meio de documentos legítimos.

Um dos maiores problemas enfrentados por quem deseja o documento nem é o custo do passaporte europeu, mas sim a burocracia na hora de conseguir o sinal verde do consulado.

Todos os documentos devem estar devidamente traduzidos por tradutor juramentado e entregues no consulado, para que sejam avaliados. Falamos um pouco mais sobre a tradução juramentada em texto específico aqui no blog.

Para essas e mais informações sobre o processo de cidadania italiana, saiba que podemos te ajudar.

Entre em contato conosco para entender melhor o seu caso! Clique abaixo:

valor de passaporte