Aproveite os últimos dias da Black November para realizar o sonho da sua dupla cidadania e escolher sua morada entre as melhores cidades na Europa para morar

Cidadãos Italianos podem viver, trabalhar, estudar e transitar livremente em todos os países da União Europeia. O passaporte italiano é o 4º mais poderoso do mundo, concedendo acesso sem visto a mais de 180 países. 

Entre todos os benefícios proporcionados pelo passaporte italiano, morar na Europa como um europeu é objetivo da maioria das pessoas que iniciam o processo de dupla cidadania. 

Como começar uma vida na Europa?

Sem dúvidas, a obtenção da cidadania europeia é uma ótima maneira de começar uma vida no exterior. Assim você poderá viver na europa como um Europeu, desfrutando dos mesmos direitos. 

Pense que para viver na Europa você precisará, em primeiro lugar, alugar uma casa. Somente esse processo pode ser extremamente burocrático. É comum escutarmos relatos de brasileiros com dupla nacionalidade que mencionam a maior facilidade para trâmites como o aluguel de uma moradia, por exemplo.

Caso ainda não saiba, no próximo dia 26 encerraremos a oportunidade de obtenção de cidadania italiana com preços únicos da Black November. Aproveite esta semana para se informar sobre nossas condições imperdíveis para que você possa obter a cidadania italiana. 

Uma vez com o passaporte italiano em mãos, é hora de escolher em que lugar deseja morar. Sim, com o passaporte italiano você não se limita a morar na Itália, mas em qualquer país pertencente à União Europeia.

Quais são as melhores cidades na Europa para morar?

Com base em vários critérios, incluindo a presença de escolas internacionais, qualidade de vida, sistema de saúde, conexão à Internet, proximidade de aeroportos com voos internacionais, custo de vida, comunidade de expatriados ativa e baixo índice de criminalidade, a organização European Best Destinations revelou seu ranking sobre os melhores lugares europeus para viver, investir, se aposentar e/ou criar novos projetos.

1 – Braga, portugal

melhores cidades na Europa para morar

De frente para o oceano, Portugal está aberto ao mundo. Abertura e empreendedorismo são duas qualidades importantes que encontramos em Braga.

Braga é a terceira cidade de Portugal  considerada a mais feliz do país. Também está no pódio das cidades europeias com melhor qualidade de vida.

Durante muitos anos, Braga acolheu start-ups e eventos internacionais. Famosa pela sua história e gastronomia. A “Roma Portuguesa” atrai não só empresários e famílias (pela sua qualidade de vida, espaços verdes e escolas internacionais), mas também aqueles que desejam investir no turismo. A cidade possui uma das maiores taxas de crescimento da Europa no setor.

Recentemente, Braga foi reconhecido pela sua rapidez e eficácia na batalha contra a Covid-19, demonstrando a sua capacidade de inovação e dinamismo.

Como capital da região do Minho, têm aí uma presença importante empresas internacionais como Philips, Bosch e Continental, bem como start-ups e empresas de alta tecnologia.

2 – Madri, Espanha

melhores cidades na Europa para morar

Madrid oferece uma das melhores qualidades de vida da Europa, um custo de vida razoável e um baixo índice de criminalidade.

A Espanha é um país em constante evolução – dinâmico, culturalmente incomparável e um destino que agradará até os moradores mais exigentes. Mais ensolarada do que a França, a Espanha também oferece bons sistemas de saúde e escolas.

Madrid é a capital de um grande país e, portanto, é mais cara do que alguns outros lugares na Espanha, mas o custo de vida é mais baixo do que em muitas outras capitais europeias, como Viena, Londres ou Paris.

Com muitas escolas internacionais, bem como escolas públicas e privadas de espanhol de qualidade, Madrid irá atender expatriados com crianças, mas também jovens estudantes, nômades digitais e aqueles que procuram novos desafios.

3 – Brighton, Reino Unido

melhores cidades na Europa para morar

Se você deseja se estabelecer na Europa, por alguns meses, um ano ou o resto da sua vida, mas não tem energia ou tempo para aprender um novo idioma além do inglês, o Reino Unido é uma opção para você. 

Enquanto algumas cidades como Londres, Manchester ou Birmingham são perfeitas para encontrar um emprego em uma grande empresa, outras como Brighton são feitas para pensadores livres, start-ups, nômades digitais e artistas.

Conhecida por sua abertura e tolerância, Brighton também é reconhecida como uma das capitais verdes da Grã-Bretanha. Um destino à beira-mar na costa sul mais próxima de Londres, é uma das cidades do Reino Unido com a melhor qualidade de vida, conveniente para uma estadia curta com orçamento limitado ou para uma mudança de longo prazo com orçamentos mais confortáveis (Brighton é a 7ª mais cidade cara no Reino Unido). 

Seus pontos fortes são a vida cultural, a abertura, o litoral maravilhoso, lojas peculiares, escolas internacionais e a arte de rua mundialmente famosa.

4 – San Sebastian, Espanha

melhores cidades na Europa para morar

Localizada na costa do Golfo da Biscaia, esta bela cidade espanhola é uma das capitais gastronômicas da Europa com uma concentração impressionante de restaurantes estrelados, praias magníficas, forte caráter regional, excelente qualidade de vida e cultura.

Conhecida como Donostia no País Basco, San Sebastian fica perto da fronteira com a França, uma escolha perfeita para um ponto de apoio em dois dos países mais importantes da Europa.

O País Basco é um destino com um DNA muito marcado por uma personalidade forte. Escolher o País Basco significa escolher também uma vida que valoriza a natureza, praias, gastronomia, esportes ao ar livre, convívio e família.

San Sebastian é um paraíso para os surfistas ou para quem quer apanhar banhos de sol numa das suas pitorescas praias. Uma palavra de advertência: o verde vibrante da vegetação indica que pode chover mais em San Sebastian do que em Barcelona, ​​Madrid ou Sevilha.

Existem várias escolas internacionais em San Sebastian e aeroportos que fazem as principais conexões de viagens (San Sebastian e Bilbao).

5 – Hamburgo, Alemanha

melhores cidades na Europa para morar

A Alemanha é uma terra acolhedora para os expatriados americanos que voltam às suas raízes ou desejam descobrir um país conhecido por sua qualidade de vida, importantes indústrias, baixo índice de criminalidade, alto índice de emprego, estabilidade e boa saúde econômica.

A Alemanha é um país aberto à diversidade capaz de oferecer oportunidades de moradia e trabalho a todos os tipos de pessoas, aposentados, jovens trabalhadores, nômades digitais, jovens pais, viajantes individuais, sejam altamente qualificados ou pouco qualificados, de acordo com a European Best Destinations.

A Alemanha é um grande país da Europa no qual é possível ter muitas opções de onde se estabelecer como morador. Considerando que Berlim é adequada para jovens nômades digitais e ativos, Hamburgo pode ser mais adequada para famílias, pessoas de trinta e quarenta e poucos anos, bem como aposentados ativos que desejam se beneficiar de uma vida cultural intensa e da proximidade do mar, uma hora de transporte público.

6 – Atenas, Grécia

melhores cidades na Europa para morar

Atenas é uma cidade que oferece espaços de trabalho compartilhados para nômades digitais e aluguéis moderados para uma capital europeia. Oferece também qualidade de vida para quem gosta de cultura, gastronomia e vida noturna.

Com várias escolas e uma taxa de criminalidade bastante baixa, Atenas funciona bem para jovens expatriados com ou sem filhos.

Os aposentados preferem se estabelecer em Kefalonia, Rhodes ou Corfu para dias de preguiça, sol e relaxamento.

7 – Brest-Terres Océanes, Bretanha, França

melhores cidades na Europa para morar

Considerada uma das melhores regiões da França para viver, mas também para investir, a Bretanha também é considerada uma ótima região para se estabelecer como expatriado.

Muitas pessoas qualificadas de toda a França e de todo o mundo se estabeleceram na cidade nos últimos anos. 

A proximidade do mar, qualidade de vida, segurança, natureza, gastronomia, cultura, eventos excepcionais ao longo do ano, como os festivais marítimos de Brest, exposições internacionais e concertos estão entre as atrações da Bretanha.

A França oferece muitas vantagens aos jovens empresários, permitindo a criação de uma empresa com menos burocracia administrativa do que em outros países europeus.

Brest e sua região, um território que também leva o nome de “Brest – Terres Océanes”, são particularmente abertos e atraentes com destinos como Brest, Crozon, Plouguerneau, Brignogan, Le Conquet, Plougonvelin, Plouguerneau, Lanildut ou Plouarzel.

Os aluguéis são duas a três vezes mais baratos do que em Paris. A prefeitura da cidade de Brest implementou um imposto reduzido para empresas jovens e inúmeras ajudas para desenvolver a atividade local. A região também tem visto um crescimento constante do turismo por vários anos.

Para nômades digitais, famílias (há muitas escolas internacionais), start-ups ou líderes de negócios, Brest Terres Océanes apela a diferentes tipos de perfis em busca de alta qualidade de vida.

8 – O Algarve, portugal

melhores cidades na Europa para morar

Quer passar a próxima parte de sua vida ao sol? Com pouco menos de 500.000 habitantes, a região do Algarve em Portugal tem uma das mais baixas densidades populacionais da Europa, algumas das mais belas praias e mais de 330 dias de sol por ano.

Com sua qualidade de vida invejável, a região atrai não só aposentados ingleses, franceses, alemães e italianos, mas também jovens trabalhadores, trabalhadores nômades que navegam online durante o dia antes de surfar nas ondas do mar.

O Algarve é recomendado tanto para nômades digitais como para famílias. Antes de se instalar, se você trabalha online, verifique a qualidade da rede Internet. As grandes cidades têm banda larga de fibra. Para locais mais remotos ou perto do mar, pode optar pela Internet via satélite.

9 – Bruxelas, Bélgica

melhores cidades na Europa para morar

Cosmopolita, aberta ao mundo, lar de muitas instituições e empresas internacionais, Bruxelas também tem um coração artístico vibrante e uma cena cultural de prestígio única no mundo.

Uma cidade predominantemente francófona, Bruxelas é, no entanto, a capital da Flandres, mas também da Europa. É uma cidade surreal, mas acolhedora, que funciona a um ritmo mais lento do que Paris ou Londres.

Recomendado para migrantes com crianças graças, a cidade conta com uma variedade de  escolas locais e internacionais. Bruxelas também é uma boa escolha para nômades digitais. 

Por alguns meses ou uma estadia permanente, a capital belga oferece aluguéis relativamente acessíveis em comparação com outras grandes capitais europeias.

Os habitantes de Bruxelas se autodenominam zinneke que significa bastardos devido à mistura de pessoas de todas as classes sociais. Portanto, você encontrará o seu lugar nesta cidade encantadora com uma grande diversidade.

10 – Málaga, Espanha

melhores cidades na Europa para morar

Se você ama a Europa por sua cultura, abertura, arquitetura, eventos, tradição ou gastronomia, você vai adorar Málaga. Às vezes associada principalmente ao sol e às praias, a cidade é muito mais do que isso.

A cidade possui a maior concentração de museus por quilômetro quadrado da Europa, alta qualidade de vida, segurança, cultura rica, bons serviços de saúde e sol quase todo o ano.

Málaga é ideal para famílias e também muito adequada para nômades digitais solteiros ou casais, bem como aposentados que desejam viver uma aposentadoria ativa, culturalmente rica e animada.

11- Viena, Áustria

melhores cidades na Europa para morar

Reconhecida como uma das cidades com melhor qualidade de vida na Europa e uma das mais baixas taxas de criminalidade, Viena é um dos principais destinos para pessoas que desejam se estabelecer na Europa.

Viena é a escolha perfeita para quem procura segurança, estabilidade, acessibilidade, cultura, acesso à saúde e escolas internacionais.

Normalmente, as pessoas que se mudam para lá tendem a viver em média cinco anos no destino. Mas há aqueles que se estabelecem na Áustria, esses tendem a permanecer lá por toda a vida, seduzidos por sua qualidade de vida.

A Áustria não é apenas uma das maiores influências culturais do continente, mas também um país na vanguarda das questões ambientais, éticas e sociais.

É a cidade do fundador de uma das vertentes mais importantes da psicanálise, Sigmund Freud. Assim como a Suíça, a Áustria oferece trabalho em vários setores de alto nível, como empresas internacionais, bancos e universidades.

12 – Rotterdam, Holanda

melhores cidades na Europa  para morar

Embora a Holanda seja conhecida por sua abertura e abordagens inovadoras para questões éticas e sociais, muitas vezes pensamos em Amsterdã e esquecemos outras grandes cidades como Rotterdam.

Com muitas escolas internacionais, a cidade atende famílias com crianças, mas também jovens estudantes e nômades digitais. Sede de muitas instituições e grandes empresas, Rotterdam oferece empregos bem pagos para migrantes qualificados.

Os holandeses têm uma das agências de correios de maior sucesso do mundo e Rotterdam tem um dos portos mais importantes da Europa.

12 – Toscana, Itália

melhores cidades na Europa  para morar

Não foram apenas as Kardashians que se apaixonaram por Florença e pela Toscana. Muitas pessoas se estabeleceram na região por sua qualidade de vida, cultura, gastronomia e paisagens de tirar o fôlego.

A Toscana aparece como a região preferida da Itália para os expatriados dos EUA. Por três a cinco vezes mais barato, você também pode encontrar seu pequeno pedaço do paraíso em outras pequenas vilas toscanas autênticas, como Lucca, Pitigliano ou Pistoia.

Aposentados vivem na Toscana para desfrutar de muitos museus, eventos culturais e restaurantes. A região também atrai jovens profissionais, nômades digitais e aqueles que atuam no setor de turismo.

13 – Basel, Suíça

melhores cidades na Europa  para morar

A Suíça é um destino preferido para pessoas em busca de paz, segurança e bons empregos.

Muitas empresas de tecnologia, bancos, produtos químicos e farmacêuticos, como Roche, Novartis, Bayer e Colgate, oferecem empregos bem pagos para profissionais altamente qualificados.

Localizada às margens do rio Reno, no noroeste da Suíça, perto das fronteiras do país com a França e a Alemanha. Com sua histórica cidade velha medieval quase sem carros, a cidade oferece eventos e instituições culturais de renome mundial, mercados de Natal e espaços verdes.

Basel é um dos principais destinos para expatriados e é conhecida por sua qualidade de vida. Embora o custo de vida possa ser caro, os salários são altos. A cidade e seu entorno também aparecem entre os melhores lugares para nômades digitais e para a criação de novos pequenos negócios.

14 – Dubrovnik, Croácia

Dubrovnik é uma cidade incrível que inspirou muitos artistas, designers, roteiristas e cineastas.

Destino preferido dos jovens imigrantes (com a sua universidade internacional), a cidade atrai também quem desenvolve um projeto turístico ou trabalha a distância num cenário extraordinário e histórico, desfrutando do sol quase todo o ano.

Os habitantes de Dubrovnik têm valores fortes e simples centrados na hospitalidade, respeito, honestidade e autenticidade. Esta cidade medieval, considerada uma das mais belas da Europa, oferece muitas oportunidades para quem está disposto a investir e criar a seus próprios projetos.

15 – Berlim, Alemanha

melhores cidades na Europa  para morar

Uma cidade cosmopolita com grande abertura, Berlim é uma das capitais europeias mais baratas graças aos preços de aluguéis controlados.

Fortemente influenciada por artistas de todo o mundo que se beneficiam de um espaço para criação e exibição, Berlim é uma cidade que combina cultura, qualidade de vida, segurança e tolerância.

Destino ideal para nômades e executivos digitais que desejam trabalhar em grandes empresas, Berlim também é indicada para quem deseja abrir seu próprio negócio, seja ele tradicional ou alternativo. Vale a pena aprender algumas noções básicas de alemão, especialmente se você deseja iniciar seu próprio negócio.

Berlim também é recomendada para casais com filhos pequenos. A cidade possui muitas escolas internacionais. 

16 – Cork, Irlanda

melhores cidades na Europa  para morar

As coloridas casas Cobhn no bairro de Cork são uma reminiscência dos bairros de São Francisco. Também aqui a música é muito importante. A cidade e o condado de Cork oferecem uma forte efervescência cultural, musical e artística.

Um lugar de paisagens naturais exuberantes, paisagens ribeirinhas, portos, baías, paisagens marinhas, montanhas, vales de rios e costas, Cork é a segunda maior cidade da Irlanda, mas para muitos locais a verdadeira capital da Irlanda.

A cidade de Cork vai agradar aos amantes da natureza selvagem, dos esportes náuticos, das paisagens mas também aos amantes da gastronomia, da cultura e da música.

Com as suas encantadoras lojas e centros comerciais no centro da cidade, Cork é um destino perfeito para iniciar um novo projecto de vida. Recomendado para famílias que se instalam e para todos aqueles que desejam iniciar um novo projeto de vida na Europa.

17 – Poznan, Polônia

melhores cidades na Europa para morar

A Polônia é um país de grande riqueza cultural, gastronômica e arquitetônica. Poznan é uma das maiores cidades do país com alta qualidade de vida, notadamente por seus muitos espaços verdes, baixo índice de criminalidade e muitos eventos sociais e culturais de alta qualidade.

Poznan é uma cidade histórica com uma arquitetura admiravelmente bem preservada e também muito jovem com seus muitos estudantes universitários. Conta com escolas britânicas e internacionais de renome.

Em comparação com outras cidades americanas ou europeias, Poznan é acessível com aluguéis moderados e preços de alimentos mais baratos do que a Alemanha, Suíça, Inglaterra ou França. 

18 – Açores, Portugal

melhores cidades na Europa para morar

Historicamente, um grande segmento dos portugueses que se estabeleceram nos EUA vem dos Açores, especialmente aqueles que se estabeleceram em Massachusetts para o extinto comércio de baleias.

Os Açores, descobertos pelos portugueses há séculos, são um arquipélago de nove ilhas incríveis.

Muitos incentivos foram colocados em prática pelo governo regional para atrair empresas e start-ups. Com IVA reduzido (5%, 10%, 18%) os Açores estão entre os destinos europeus com melhor qualidade de vida e a melhor relação qualidade-preço no mercado imobiliário. 

Ao contrário de Paris, Barcelona, ​​Berlim, o governo regional dos Açores favorece a instalação de alojamentos turísticos e oferece baixas taxas de impostos.