Os brasileiros estão cada vez mais cientes de que podem tentar buscar a cidadania portuguesa. Além disso, reconhecer as raízes de suas famílias. E junto com esse maior empoderamento da própria ancestralidade, algumas dúvidas surgem. Como por exemplo, sobre quanto custa para tirar cidadania portuguesa.

Nesse sentido, é exatamente para sanar essas perguntas que criamos esse artigo.

Comentaremos também um pouco a respeito das vantagens de reconhecer sua cidadania portuguesa. Bem como, falaremos um pouco mais sobre o processo da dupla cidadania portuguesa.

Cidadania portuguesa: quais são os custos?

quanto custa cidadania portuguesa
Algarve, Portugal.

Antes de tudo, vale a pena começar pedindo para que você tome os dados aqui com uma pitada de sal. Qual o motivo disso? Bem, cada processo precisa de uma atenção especial.

Ou seja, alguns desses processos saem muito mais baratos que a média, e outros, muito mais caros.

Logo, o ideal para mensurar exatamente quanto custa para tirar cidadania portuguesa é fazer um orçamento vinculado a uma pesquisa genealógica.

Primeiramente, em termos gerais, os preços iniciais para tirar a cidadania portuguesa ficam entre R$700,00 até um pouco mais de R$3.000. Além disso, pode chegar em alguns casos a pouco mais que R$ 3.000. Tudo isso depende da sua situação documental. Além do nível de proximidade entre você e seu ancestral português e assim por diante.

Cidadania portuguesa: valores do Consulado de Portugal

O consulado de São Paulo, de uma forma bem transparente, divulga os valores de diversos documentos e serviços que são necessários para o reconhecimento da sua dupla cidadania portuguesa. Clicando aqui você pode dar uma olhada nisso. Mas logo abaixo colocaremos uma lista com os valores. Assim, você poderá ter uma noção de quanto custa para tirar cidadania portuguesa. Isto é, por meio de seus valores básicos, sem levar em consideração serviços de genealogia e assessoria documental:

  • Nacionalidade para maiores de idade = 220€ + R$ 60 = R$ 1.404,60

1 x 15.1 — Por cada certidão de registo (isenta) — € 0

1 x 18.1.a — Assento de nascimento, de declaração de maternidade ou de perfilhação (isento) — € 0

22.1.a x 1 — Por cada procedimento de inscrição de nascimento ocorrido no estrangeiro referente a maior — € 220

1 x 83.1.d — despesas de correio, telefone, telecópia, comunicação de dados e telex (portes de comunicações = R$ 60)

  • Nacionalidade para menores de idade = R$ 60,00

15.1 x 1 — Por cada certidão de registo (isenta) — € 0

18.1.a x 1  — Assento de nascimento, de declaração de maternidade ou de perfilhação (isento) — € 0

1 x 23.1.b — Assento de nascimento ocorrido no estrangeiro, atributivo da nacionalidade portuguesa, ou registo de atribuição da referida nacionalidade. Desde que referentes a menor (gratuito) — € 0

1 x 83.1.d — despesas de correio, telefone, telecópia, comunicação de dados e telex (portes de comunicações = R$ 60)

  • Nacionalidade pelo casamento – Base X (para mulheres casadas antes de 1981) = 110€ + R$ 60 = R$ 732,30

1 x 22.5 — Custos decorrentes da organização dos atos de nacionalidade. Isto é, quando praticados no estrangeiro, € 100

69 x 1 — Pela recessão e encaminhamento de pedidos de emissão, de renovação ou de averbamentos de documentos oficiais — € 10

1 x 83.1.d — despesas de correio, telefone, telecópia, comunicação de dados e telex (portes de comunicações = R$ 60)

Clicando aqui você pode encontrar também outras informações. Como os valores de todos os emolumentos consulares. Além disso, os valores que você enquanto cidadão ou cidadã de Portugal terá de pagar. No caso de solicitar algum cartão de cidadão ou passaporte.

Cidadania portuguesa: quais os benefícios?

quanto custa cidadania portuguesa
Mulher observando de cima, a vista em um ponto turístico de Portugal.

Investir na cidadania portuguesa vem associado a diversos benefícios, e vantagens únicas! Quem tem a dupla cidadania europeia passa a gozar de todos os direitos das pessoas nascidas em Portugal. Portanto, se tornando um cidadão europeu pleno.

Assim sendo, ao investir na dupla cidadania portuguesa você passa a ter acesso a 170 países sem necessidade de visto. Dentre eles os EUA e o Canadá.

Um dos pontos mais interessantes e que mais chamam atenção é o poder de residir, trabalhar e viver na Europa. Ou seja, isso abrange qualquer um dos 27 países que fazem parte da União Europeia.

Tendo em vista esses benefícios, o investimento se torna ainda mais atraente ao saber que eles não abrangem somente você. Bem como, todos os seus descendentes.

Como se dá o processo?

O processo de cidadania portuguesa, ainda que varie de caso para caso, segue alguns passos bem padronizados. Veja abaixo um rascunho de como seriam esses passos:

  1. Estudo da árvore genealógica e descoberta do melhor processo de reconhecimento (através do cônjuge, do ancestral de primeiro ou segundo grau, e assim por diante);
  2. Procura e arquivamento de toda a documentação necessária;
  3. Preparação da documentação, procurando por inconsistências ou erros;
  4. Se for necessário, devida retificação dos registros;
  5. Apostilamento dos documentos (seguindo os critérios da Apostila de Haia);
  6. Protocolar do pedido;
  7. Acompanhamento do andamento;
  8. Aguardo pela aprovação e recebimento da confirmação do reconhecimento da cidadania portuguesa.

Para essas e mais informações sobre o processo de cidadania portuguesa, saiba que podemos te ajudar. Entre em contato conosco para descobrir mais sobre a sua história e entender melhor o seu caso!